Em 1º evento público pós-Lula, Bolsonaro e ministros usam máscara em evento

  

Lula criticou Bolsonaro nesta 4ª  O presidente Jair Bolsonaro e todos os integrantes do governo usaram máscaras durante um evento nesta 4ª feira (10.mar.2021) organizado no Palácio do Planalto para sancionar medidas que ampliam a capacidade de aquisição de vacinas contra a covid-19.

Em 1º evento público pós-Lula, Bolsonaro e ministros usam máscara em evento

 Lula criticou Bolsonaro nesta 4ª

O presidente Jair Bolsonaro e todos os integrantes do governo usaram máscaras durante um evento nesta 4ª feira (10.mar.2021) organizado no Palácio do Planalto para sancionar medidas que ampliam a capacidade de aquisição de vacinas contra a covid-19.

Em eventos em dias anteriores Bolsonaro e pessoas do alto escalão de seu governo não usaram máscara. A mudança de comportamento, aconteceu horas depois da declaração feita a jornalistas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O petista usou máscara, criticou a gestão da pandemia e o presidente Jair Bolsonaro.

A situação da pandemia em Brasília é calamitosa. O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), decretou toque de recolher em Brasília, das 22h às 5h, para conter a alta de infecções, internações e mortes por causa da pandemia de covid-19 na 2ª feira (8.mar), em edição extra do Diário Oficial (íntegra – 84 KB). Valerá até 22 de março, em todo o DF.

Bolsonaro sugeriu, em uma de suas lives semanais, que o uso de máscaras teria efeitos colaterais. Em 25 de fevereiro, o chefe do Executivo afirmou ter lido que o uso dos equipamentos, recomendado pelas autoridades de saúde para reduzir a exposição a partículas que propagam o vírus, poderia causar “irritabilidade, dor de cabeça, dificuldade de concentração, diminuição da percepção de felicidade, recusa a r para escola ou creche, desânimo, vertigem e fadiga” em crianças.

Participaram do evento desta 4ª o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), ministros e outros políticos. O convite aos chefes do Legislativo surgiu 1 dia depois de Arthur Lira (PP-AL) e Pacheco enviarem ofício ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, cobrando explicações sobre alterações no cronograma de recebimento de vacinas contra o coronavírus.

 

Fonte: Poder 360 

 

             

Virou notícia publicamos aqui

Assuntos sobre: Educação, Comportamento, entre outros. 

                                     

COMPARTILHE
Postagem Anterior
Próximo Post

Textos escolhidos pra você: